EAD das Caravanas em Lábrea-AM

Professores indígenas fazem cursos antes do retorno às aldeias

Julho| 2021 - Professores indígenas de Lábrea, no Sul do Amazonas, iniciaram hoje, 19/07, o curso online de formação da Caravana do Esporte e da Caravana das Artes, com as metodologias Pedagogia do Esporte Educacional e Viva com Arte, desenvolvidas pelo Instituto Mpumalanga e pelo Instituto Esporte & Educação.


Com apoio da Secretaria Municipal de Educação do município e do pólo Lábrea da Faculdade FAEL, que cedeu espaço para uso da internet , 55 professores indígenas foram inscritos no EAD das Caravanas. A idéia é fazerem os cursos de forma virtual, em horário especial, na sede do município, antes de se deslocarem para as respectivas aldeias, em agosto, quando iniciam o ano letivo 2021.




Professores do Instituto Esporte Educação na formação com os professores de Lábrea - AM

Na manhã desta segunda-feira (19), os educadores dividiram-se em dois grupos em salas da FAEL, com máscaras e distanciamento mínimo, para a abertura da atividade e a primeira aula ao vivo e online com os professores especialistas dos Institutos, telões e computadores à disposição para as aulas remotas. As atividades dos cursos seguem até a próxima segunda-feira (26/07) e todos receberão certificado.


Adriana Saldanha, diretora geral das Caravanas e presidente do Instituto Mpumalanga, e Alexandre Arena, coordenador pedagógico do Instituto Esporte & Educação, apresentaram pelo meet aos professores indígenas o formato das atividades dos dois cursos, que são realizados por meio da plataforma das Caravanas digitais dentro do sistema Moodle.


O coordenador da Educação Indígena da Secretaria Municipal de Educação de Lábrea, Vingren da Silva, destacou a importância dos cursos das Caravanas chegarem de forma remota neste momento. “A metodologia do Instituto Mpumalanga é muito parecida com a proposta de educação diferenciada indígena”, destacou Vingren. Ele ressaltou que essa vivência com as metodologias das Caravanas permitirá aos professores adaptarem seus conteúdos de esportes e artes indígenas nas escolas das aldeias.