Iniciativa Sou Bilíngue ajuda a preservar cultura indígena


O português tornou-se ferramenta importante de comunicação para os indígenas. No entanto, em algumas aldeias, a língua portuguesa cresceu em detrimento da língua materna indígena, o que representa uma perda cultural gigantesca a esses povos. Em virtude disso, foi criado o movimento Sou Bilíngue, que ensina os idiomas paumari e apurinã aos indígenas.

A ideia do projeto, desenvolvido no município de Lábrea, onde a Caravana do Esporte e a Caravana das Artes estão em ação neste mês de agosto, é de um resgate cultural. Os representantes indígenas aprendem a valorizar o idioma e acabam aumentando o vínculo com suas origens. A língua é de extrema importância para que os indígenas mantenham sua identidade.

+ Desaparecimento da língua indígena e perda cultural

Hoje existe menos de 15% das línguas indígena em comparação ao ano do Descobrimento do Brasil. Algumas estão ameaçadas de extinção, pois são pouquíssimos os representantes capazes de se comunicar por ela. O projeto é de suma importância, sobretudo no município do sul do Amazonas, cuja influência indígena é marcante.

Confira o vídeo que explica mais sobre o projeto Sou Bilíngue Intercultural!

#soubiíngue #amazonas #lábrea #culturaindígena #caravanadasartes

0 visualização
  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram
© 2020 Instituto Mpumalanga. Todos os direitos reservados.